Translate

13 setembro, 2010

O PRIMEIRO AMANHECER

Jeannette Woitzik
Quando ela nasceu lhe tiraram os olhos. Os seus primeiros sonhos foram apenas sonhos. Nunca chegaram a se realizar. Tudo ao seu redor era feito da mesma matéria do seu corpo – saudade e lembranças. O princípio da sua existência, o mais longo, havia se apagado suavemente com as suas primeiras memórias. O tempo não importava. Existir daquela forma lhe parecia tão bonito. Passava as horas tentando reviver, em vão, o que imaginava ter sido. E sem saber como, ela ganhou de presente os olhos, dois lindos olhos negros. Quando aprendeu a usá-los, já não havia mais tempo. E por um dia, apenas um dia, ela viu a luz do sol. Viu também uma linda flor nascer na primeira manhã da sua vida. Sob a luz intensa do alvorecer ela viveu e sentiu tudo o que nunca havia conhecido. Correu pelos campos de algodão, viu o mar e se encantou com lagartas e mariposas coloridas diante dos seus olhos. Já ao final da tarde chegou a conhecer o amor, tão intenso e fugaz! E com os olhos, veio a terrível limitação da consciência de que estava viva. Finalmente, ao anoitecer, sentiu o corpo cansado. Viu suas mãos pela primeira vez. Descobriu seus traços no espelho e não encontrou o seu coração. Tocou seus olhos e chorou. E ao surgir as primeiras estrelas ela se deu conta de que nem mesmo uma vida inteira era suficiente para ver todas as estrelas no céu. E finalmente, quando aprendeu a usar os seus lindos olhos, já era noite – uma noite muito escura - que a fez adormecer e sonhar com nunca ter tido olhos!

8 comentários:

Bruno disse...

Lindo ... Como viver uma vida inteira sem perceber tudo o que temos de bom ... uma vida incrivel, desafios a serem vencidos ... enfim ...sabemos não é mesmo? Com nossos olhos vimos o que a vida tem de mais bela, resolvendo nossos problemas e curtindo cada dia intensamente como se fosse os ultimos de nosssas vidas ...

Alessandra Santos disse...

mto lindo! triste, mais lindo!!

Momentos disse...

FA - BU - LO - SO!!!!!!!!!!!!!!!!!

O MUNDO! E MINHA ARTE disse...

Obrigada,por ter lido e gostado dos meus guardados que passa pela minha vida,que tbm é minha arte.
Li seu blog, vc escreve muito bem.
Sua leitura prende o leitor e me fez mergulhar no seu universo.
Fico muito entristecida por não darem o devido valor a cultura em nossa cidade.
mas sonho no dia em que o teatro a musica as artes plasticas. então seremos felizes.
A cultura deveria ser Prioridade , para todos.
Sucessos.

Ana Cristina disse...

Emocionante.....sem palavras...pois você tem o dom da escrita...é me fez sentir e até chorar....

Raquel Stüpp disse...

adoro entrar aqui e encontrar sempre palavras que me alimentam. Que me emocionam, que entram no estômago as vezes... outras vezes vai direto pro coração mesmo.
ui credo, dá até vontade de te dar um monte de soquinhos!
beijo e uma pedra na bolsa

Malu disse...

Que texto LindoooOOOOOO !!!

Bjo .

Rhaisa Muniz disse...

Como você é lindo! Parafraseando sua amiga ali de cima: beijos e sabonestes na bolsa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...